Design & Ofícios 2014

21 Nov , 2014 Sem categoria

Design & Ofícios 2014

São Brás de Alportel volta a incentivar um olhar moderno sobre a tradição, em mais uma edição do «Design&Ofícios», que decorre entre 6 e 10 de junho, com base nas oficinas municipais daquela localidade serrana. Em 2014, o evento vai abrir a porta a toda a comunidade, que é convidada a participar nos workshops, visitas e saídas de campo.

A quarta edição da iniciativa, organizada em conjunto pela Associação de Designers do Sul (ADS) e pela Câmara de São Brás de Alportel, foi apresentada esta quarta-feira, numa sessão que decorreu no antigo Lagar da Mesquita, hoje um restaurante e espaço cultural que une o rústico e tradicional com elementos modernos.

Num enquadramento adequado, foram dadas a conhecer as principais novidades do «Design Ofícios» de 2014, uma iniciativa que começou por ser um «sonho» partilhado pelas duas entidades que o organizam, mas que é hoje bem real e que começa a ser uma referência em projetos do género, a nível nacional.

«Nós, até agora, acabávamos por ter o Design&Ofícios apenas disponível para designers, artistas e artesãos. Mas, devido ao interesse demonstrado por outras pessoas, sentimos que poderíamos dar uma mais-valia ao projeto e abri-lo à comunidade», disse ao Sul Informação o presidente da ADS Bruno Boto, à margem da apresentação.

«Vamos ter uma série de atividades, que estarão disponíveis para os criativos que participarem na iniciativa, mas também a pessoas que tenham algum interesse em relação ao eco-design, design sustentável e artesanato», revelou.

Isto leva a que qualquer pessoa possa, «de alguma forma, participar na residência criativa», mesmo que não tenha um projeto em concreto que queiram desenvolver. «A residência tem essa caraterística: há a submissão de um projeto por parte do criativo e, dependendo do que for proposto, dos materiais a utilizar e as técnicas, nós tentamos conciliar os projetos com os artesãos disponíveis», lembrou Bruno Boto.

A grande diferença em relação ao passado é que, em 2014, haverá «oficinas de trabalho complementares para os criativos» e abertas à comunidade, que ensinarão a trabalhar diferentes materiais, como «o esparto, a empreita ou a cana», para dar alguns exemplos. «As pessoas podem participar nos workshops [haverá para crianças e adultos], acompanhar os passeios que fazemos ao campo para identificar e recolher os materiais, as visitas ao museu do traje e participar no arraial que vamos fazer», reforçou.

«Isto vai ao encontro dos objetivos do nosso projeto, que é a sensibilização para uma produção sustentável e amiga do ambiente. As pessoas devem ter consciência que o consumo desses produtos é importante, porque são feitos com materiais da região e por artistas e artesãos algarvios. Se os consumirem estão a ajudar não só o ambiente, mas também a economia local e regional», acredita.

Já o presidente da Câmara de São Brás de Alportel Vítor Guerreiro não esconde o «orgulho» que sente pela iniciativa e a forma como tem crescido. «Valoriza o nosso património e a nossa história, junta os ofícios antigos e que hoje são feitos por pessoas de determinada idade e faz a ponte entre o passado e o futuro», resumiu.

O bebé já se está tornar «um menino bem grande»

O «Design&Ofícios» é uma iniciativa que a Câmara de São Brás acarinhou desde o início e ajudou a crescer. E se, no princípio, era «um bebé», hoje em dia já é um «menino bem grande», na visão da vice-presidente da autarquia são-brasense Marlene Guerreiro. «Já sabe falar há muito tempo e começa a ter sonhos e é isso que nos traz muita felicidade. Este ano temos o desafio maior de envolver a comunidade, que é toda convidada a fazer parte deste desafio», referiu.

«Esta ponte é muito importante, para que este não seja um projeto ilha, mas o promotor de uma mudança», da visão da população em relação ao que se faz no concelho e na região, usando técnicas artesanais, acredita a autarca.

O crescimento do evento também passou pela aposta feita pelo município, que além de criar as condições logísticas para que ele aconteça, tem vindo a promovê-lo, nomeadamente «com a criação e um espaço digno na Feira da Serra», como lembrou, por outro lado, Vítor Guerreiro. Uma aposta que ajudou a que a população sentisse mais o projeto

«Acho que é um crescimento natural. Começámos por querer transmitir este património cultural imaterial às novas gerações de criativos e artistas e queremos agora envolver a restante comunidade», considerou Bruno Boto.

Ainda assim, a mobilização dos mais jovens continua a ser uma das pedras basilares do projeto e também a sua maior ambição. «Temos o sonho de deixar uma marca na ponte entre a inovação e tradição e dar perspetivas de futuro aos jovens. Este pode ser o desafio maior deste projeto que começou pequenino, mas que se pode tornar em algo bem maior», acrescentou Marlene Guerreiro.

E o «Design&Ofícios», quando crescer, quer ser mais do que um evento balizado no tempo. «Hoje temos um evento com uma residência de 4 ou 5 dias e projetos que se tornam, mais tarde, realidade. Quem sabe se, um dia, poderemos ter um Design&Ofícios todos os dias do ano», desejou, referindo-se a uma eventual escola de ofícios tradicionais em São Brás. «Mas isto ainda é apenas um sonho, apesar de tudo começar com o sonho de alguém», acrescentou.

Mais tempo para ser criativo

Outra grande novidade da edição de 2014 do «Design&Ofícios» de 2014 é a extensão da Residência Criação em mais um dia. «O ano passado já conseguimos aproveitar o feriado de 10 de junho e voltamos a fazê-lo este ano. Vamos usar a segunda-feira [9 de junho], para ter mais um dia», anunciou Bruno Boto.

«Este aumento da duração da residência permite organizar mais atividades e articular, por exemplo, com a Rota da Cortiça. E também permite a participação das escolas da região, que vão ser convidadas pelo Serviço Educativo [da autarquia são-brasense] para conhecer aquilo que fazemos», disse.

 

Retirado de Sul Informação. Texto escrito por Hugo Rodrigues.

http://www.sulinformacao.pt/2014/03/%C2%ABdesignoficios%C2%BB-abre-as-portas-a-toda-a-comunidade-em-2014/


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.